Seja otimista!

Como ser feliz mantendo o olhar frio e o sorriso escondido? Como ser feliz, e se revoltar e se queixar? É como sair às compras sem dinheiro ou ir pescar sem anzol. Reconheça ser preciso jogar para longe o que for tristeza, desamor, e o espírito de levar vantagem, e colocar no lugar deles o prazer de viver em paz. Para se ter a felicidade é importante deseja-la por inteiro, robusta e quente, sob forte esperança no amanhã, porque, se deseja-la fraca, ela por si mesma se inutiliza desde o principio. A mente não é feita somente para atrair dinheiro ou bens materiais. A mente também faz isso. Mas sua maior finalidade é a criação dos valores morais e da paz, de tal modo que chegam a se refletir na face e atrai simpatias e benefícios. Se você tem hábitos enraizados, se você tem comportamentos de longa data, pensamentos que se repetem e se sente insatisfeito(a)...disponha-se a mudar. Não fique repetindo o passado, parado no tempo, inerte. Faça alguma coisa, construa um mundo novo, limpo e arejado. Você tem capacidade para isso. Acredite em um futuro brilhante. Você pode ser feliz tanto quanto, ou o quanto mais quiser ser feliz. Faça um autoexame do que você é, do que você pensa, em como vem se tratando e em como trata as pessoas e o planeta. Medite sobre a sua realidade, sobre o que tem feito com seu tempo e de como tem se relacionado si mesmo(a) e com os outros. E a partir disto, vislumbre e desenhe um novo futuro. Se você der o máximo de si na edificação de um futuro melhor, com esperança, fé em si mesmo e fé em um Poder Superior já terá começado a mudar seu quadro atual e a começar a se sobrepor como criatura bem sucedida. Confia em seu deus interior. Jesus disse: “Vós sois deuses, e como deuses podem fazer o que eu faço e muito mais se tiverem, fé!” A melhor confiança, a melhor defesa é a fé em seu deus interior. Aceite as quedas e perdas da vida. Cair e perder faz parte de nossa caminhada. Mas quando cair ou perder levante-se e caminhe ainda que sentindo dores. Não existem méritos em ficar deitado para evitar-se cair. Mas levantar-se todas as vezes que se cai. Somente assim aprenderemos algo. Acredite também em seu pais. Grandes homens e mulheres sempre acreditaram em suas nações. Diante disto quando partiram para a pátria espiritual, deixaram com seus feitos e ideias o planeta um pouco melhor. Não se aceite atolado em falhas ou em “pecados". Deus que é fonte de tudo e de todos não enxerga nossos erros, mas a força que fazemos para conserta-los. Diante disto, acredite em Deus. Muitas doutrinas religiosas afirmam que o Pai Celestial, é o Deus do impossível. Diante disto quando cair ou desiludir-se com as pessoas, segure nas mãos Dele. Pois se Deus realiza coisas impossíveis, com certeza ele é capaz de fazer o impossível acontecer em sua vida. Acenda o fogo do otimismo. Explore o seu poder de luta e terá um grande futuro. Lembre-se: O fogo de um palito ou um incêndio em uma floresta começa sempre com uma pequena faísca.

Manoel João

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

OS SONHOS









Os sonhos são experiencias que possuem significados bastante distintos se forem levados para o campo dos debates que envolvam ciência, religião, filosofia e cultura. Para a ciência, é uma uma experiencia de imaginação do nosso inconsciente durante nosso período de sono. A neurociência acredita que os sonhos são produzidos pelas alterações do funcionamento do cérebro durante nosso sono. recentemente descobriu-se que bebês no útero tem sono R.E.M, e sonham, mas não se sabe o porque.Para a psicanálise, os sonhos são manifestações do inconsciente.E em diversas tradições culturais, filosóficas e religiosas, o sonho aparece revestido de poderes e sensações premonitórias ou até mesmo como uma libertação das prisões e algemas impostas pelo corpo físico e pode então entrar em contato com outras esferas espirituais, ou expandir a consciência. Os sonhos foram e são fonte de inspiração na literatura, na musica e nas artes em geral. Todo mundo sonha. Até animais sonham. Mas afinal, o que são os sonhos? Para o que servem?  Existe de fato algum consenso sobre o que são os sonhos? Na antiguidade, sumérios, egípcios, persas, gregos, babilônios, romanos, acreditavam que através dos sonhos, os deuses enviavam informações  e orientações sobre a vida e os destinos das pessoas. Na Grécia antiga, indicava Morfeu, como o deus do sonho.
Morfeu















Morfeu (palavra grega que significa aquele que molda), era filho do deus do sono Hipnos, e irmão de Ícelo responsável pelos pesadelos e Fântaso,  responsável pelas fantasias e sobrinho do deus Tánato, o deus da morte. Morfeu compunha os sonhos e seus irmãos davam as formas. Morfeu podia entrar no sono das pessoas e assumir a forma fisica que quisesse. Mais tarde ficou conhecido como Asclépios. o deus da medicina.

Asclépios


















Asclépios, deus da medicina, era filho do deus Apolo com Corônis, que com a morte da mãe, foi entregue pelo pai para o centauro Quiron, que lhe ensinou as artes da cura. Asclépios, também chamado de Epícuro, sobressaiu-se de tal forma que podia segundo a lenda ressuscitar os mortos. Zeus sabendo disso e temendo que Asclépios alterasse a ordem natural da vida e das coisas, fulminou-o com um raio. Mas os gregos e romanos não o deixam de venerar, chegando a erigir-lhe mais de 300 templos, onde os enfermos submetiam-se ao chamado ritual de incubação. Segundo a crença,  neste ritual, eram deixados para dormir no interior do templo e então Asclépios lhes vinha em sonhos e lhes indicava um remédio, ou lhes ministrava a cura de seus males.
Asclépios curando no interior do templo

  A importância onírica modificou-se com o passar dos séculos. Frans Anton Mesmer ( 1734 - 1815), o descobridor do magnetismo animal, que futuramente abriria as portas para os estudos da hipnose, qualificou os sonhos como um estado em que o sexto sentido se sobrepõe a todos os outros sentidos, e o individuo fica em contato com tudo o que há no universo e ganha uma liberdade extraordinária de percepções. Porem a psicanálise e a psicologia não consideram a profundidade e as considerações dos estudos tal qual como foram elaborados por Mesmer e por correntes espiritualistas.

FREUD E OS SONHOS

  Em 1900, com a publicação de "A Interpretação Dos Sonhos", Sigmund Freud ( 1856 - 1939), deu um caráter científico a matéria. Neste livro Freud afirma que o "sonho nada mais é do que geralmente a realização de um desejo". Para o pai da psicanálise, no enredo onírico há o sentido manifesto (a fachada) e o sentido latente (o significado), este ultimo, de fato o mais importante.  A fachada seria um despiste  do superego (que é um sensor da psique, que escolhe o que se torna consciente ou não, dos conteúdos inconscientes), enquanto o sentido latente, por meio da interpretação simbólica, revelaria o desejo do sonhador por trás dos aparentes absurdos da narrativa. Para Freud, o sonho foi definitivamente afastado dos limites religiosos e espirituais, passando a ser discutido somente nos limites materiais.


JUNG E OS SONHOS

  Depois de Freud, outras correntes de psicologia surgiram, entre elas a psicologia analítica, do psiquiatra suíço Carl Gustav Jung (1875 - 1961), que afirma que é por meio dos sonhos que se pode conhecer o individuo e seus anseios. Jung, baseado na observação de seus pacientes e em experiencias próprias, tornou mais abrangente o papel dos sonhos, que não seriam apenas reveladores de desejos ocultos, mas sim, uma ferramenta da psique (alma), que busca o equilíbrio por meio da compensação. Ou seja, um homem pode sonhar com personalidades femininas, que tentam demonstrar que ele tem a necessidade de mudanças de atitudes. Na busca pelo equilíbrio, personagens arquétipcas interagem nos sonhos em um conflito que buscam levar ao consciente, conteúdos do inconsciente. Entre essas personagens, estão a anima (força feminina na psique dos homens), o animus (força masculina na psique das mulheres), e as sombras (força que se alimenta dos aspectos não aceitos de nossa personalidade). Estas ultimas, nos sonhos aparecem em forma de vilões. Um aspecto muito importante em ficar atento na questão dos sonhos segundo a linha junguiana, é saber como sonhador, o protagonista no sonho (que representa o ego), lida com forças malignas (a sombra), para averiguar como na vida acordada, a pessoa lida com as adversidades, a autoridade e a oposição de idéias. Jung aponta os sonhos como forças naturais que auxiliam o ser humano no seu processo de individualização. Ao contrario de Freud, as situações absurdas dos sonhos para Jung, não seriam uma fachada, mas a forma própria do inconsciente de se expressar. Para Jung, há os sonhos comuns e os arquétipos, revestidos de grande valor para quem sonha. A interpretação dos sonhos é uma ferramenta crucial para a psicologia analítica. Em seu livro, Tipos Psicológicos", Jung diz:

" Ao lado desses conteúdos inconscientes pessoais, há outros conteúdos que não provem das aquisições pessoais, mas da possibilidade hereditária do funcionamento psíquico em geral, ou seja, da estrutura cerebral herdada. São as conecções mitológicas, os motivos e as imagens que podem nascer de novo, a qualquer tempo e lugar, sem tradição ou migração histórica. Denomino esses conteúdos de inconsciente coletivo".

ABORDAGEM PSICOLÓGICA
  Os sonhos são cargas emocionais armazenadas no inconsciente, que imagens e sons, e de acordo com Freud, que os objetos dos sonhos são objetos de cargas emocionais, e podemos através deles, chegar a uma raiz ou seja, emoções que geraram essas imagens ou sons. Sendo estudados corretamente, podem-se descrever ou melhor, conhecer o momento psicológico do individuo. Fazendo como que uma analogia, podemos pensar em um tipo de "foto" do inconsciente naquele momento. Por isso, o sonho sempre demonstra aspectos da vida emocional. Nos sonhos, sua linguagem são o que Freud denomina de símbolos. para entender seus variados conteúdos, temos que reconhecer o que os símbolos representam nesse sonho. A simbologia não esta só pelo contato que o criador do sonho teve com o objeto mas, também com o caráter, ou seja,  a forma que ele relaciona ou lida sentimentalmente esse objeto à coisas da sua vida. Por exemplo, O mar pode apresentar simbologia bem distintas (que são importantes para a interpretação do sonho, pois trata-se de descobrir a raiz), variando de pessoa para pessoa, (inclusive a época). Para alguns o mar destruindo montes ou castelos na areia, pode significar uma destruição de algo. Para outros, o mar invadindo a praia ou algum território, pode significar invasão de algo. de acordo com Freud, o que a pessoa sente quanto a esse objeto ou situação é fundamental para a interpretação dos sonhos. Carl Gustav Jung, passou a dedicar-se profundamente aos meios pelos quais se expressa o inconsciente. Em sua teoria, enquanto o inconsciente pessoal consiste fundamentalmente de material reprimido e de complexos o inconsciente coletivo é composto fundamentalmente de uma tendencia para  sensibilizar-se com certas imagens, ou melhor, símbolos, que constituem constelações de sentimentos profundos de apelo universal, chamados de arquétipos.


SONO E SONHOS R.E.M ( RAPID EYE  MOVIMENT)

   Filósofos  ocidentais eram céticos quanto ao tema religião e sonhos, por alegarem que não haveria controle consciente durante os sonhos, mas estudos recentes analisando o movimento dos olhos ( R.E.M: movimento rápido dos olhos), durante o sono, mostram resultados cientificamente comprovados com os sonhos lúcidos, que se contrapõem as teorias anteriores. O sono R.E.M, é a fase  do sono na qual ocorrem os sonhos mais vívidos. Durante esta fase os olhos movem-se rapidamente e a atividade cerebral é semelhante à aquela que se passa quando se está acordado. As pessoas acordadas durante o sono R.E.M, normalmente sentem-se alertas, com maior índice de atenção ou mais dispostas e prontas para atividades normais. Os movimentos R.E.M são gerados pelo tálamo e associados as ondas ocipitais. Durante o sono R.E.M, o tônus muscular da pessoa diminui consideravelmente. No R.E.M o cérebro bloqueia os neurônios motores, para que o corpo não obedeça as ordens sonhadas, ou as encene. Por exemplo: Um individuo sonha que está urinando. Ele tem a sensação de estar urinando, mas não há de fato  o expelimento da urina por parte de seu órgão. O resultado disto é conhecido como Paralasia do Sono. A neurociência, de modo geral afirma que o sonho é apenas uma espécie de tráfego de informação sem sentido, e que tem por função somente manter o cérebro em ordem e perfeito funcionamento. Esta teoria, só não explica como esses enredos supostamente desconexos são responsáveis por grandes insights como no caso de Thomas Edson, que dormia e ao acordar tinha a resposta para seus inventos, Ou como no caso de René Descartes, que teve uma visão durante um sono em que descobria um novo método científico, conhecido como Método Cartesiano, muito usado nas faculdades de medicina e demais áreas da saúde ou nas ciências matemáticas. Ou também August Kekulé Von Stradonitz  que sonhou com uma cobra que mordia a própria cauda e não a soltava. Ao acordar e meditar no sonho, propôs e foi aceito a fórmula Hexagonal do Benzeno. Existem muitos outros casos de sonhos reveladores, em várias areas das ciências, das artes, da filosofias e da religião, o que todavia não impedem de que os sonhos sirvam também para manter e recuperar a saúde do organismo e do cérebro. 















OS SONHOS E A CIÊNCIA

  Ao final de um dia, são necessárias algumas horas de sono, e isso varia de pessoa para pessoa. Mas todo ser vivo, seja racional ou irracional necessita dormir. É então que nos recolhemos, fechamos os nossos olhos e dormimos. Mas o que se pode afirmar com toda a certeza, é que uma noite de sono mal aproveitada gera um mal estar no dia seguinte. O cientista Nicolas camille Flamarion, em sua obra " O Desconhecido E Os problemas Psíquicos", diz que:














"O sono é uma função normal da nossa existência orgânica, da qual representa pelo menos um terço. As horas de sono, são sem contradita , horas de repouso, de reparação vital, tanto para o cérebro, como para os membros em repouso". 

  Entre as pesquisas realizadas o consenso existente é de que o ser humano passa por diversos estágios do sono, sendo que quanto mais profundo for, maior sera a capacidade de sonhar. Em 1953, os pesquisadores Eugene Aserinsk e Nataniel kleitman, afirmaram que temos intensa atividade cerebral enquanto sonhamos. E esse período ficou conhecido como Paradoxal. Esse período explica que:  "Há uma atividade cerebral intensa, embora o corpo esteja adormecido. Esse mecanismo existe para evitar que o individuo saia correndo caso sonhe que esta sendo perseguido. É como se fosse um sistema de defesa". Descobriu-se também que a maior parte do tempo que sonhamos, tal acontece no estágio R.E.M. 90% das pessoas acordadas nesta fase, afirmaram estar sonhando. Na fase conhecida como NO R.E.M ( Não Movimento Rápido dos Olhos), somente 5 a 10% afirmaram estar sonhando. Tempos depois, os pesquisadores Robert McCarley e J. Allan Hobson, concluem que o sonho é proprio do organismo, sendo produzido pelo cérebro e não tem qualquer fator psicológico ou emocional. Independente dos sonhos, durante as pesquisas, a hipótese de alma, espirito ou qualquer fator religioso ou mistico foi totalmente descartado, bem como qualquer forma de contato de com outras dimensões ou emancipação da alma. Desta forma pode-se afirmar que os únicos consensos entre pesquisadores é:

- Passamos por vários estágios de sono, mas os sonhos somente acontecem no estado mais profundo do sono.
- Fetos no útero e  bebês sonham
- Os animais também sonham

  Em laboratórios e clinicas do sono, pode-se observar o desenrolar dos diferentes estágios do sono em um individuo, monitorando-o e, diversos aspectos fisiológicos.

FASES DO SONO


Fase do Pré Sono
Relaxamento, repouso. No eletroencefalograma, são registradas ondas alfa de 8 a 12 Hz.


Fase de Adormecimento
Qualquer influencia externa pode restabelecer por algum tempo o ritmo alfa. É sensação que se tem de "estar caindo", ou seja: O consciente relutando com o inconsciente. No eletroencefalograma, caracteriza-se pelos ritmos Theta de 5 a 7 Hz.


Fase de Sono Leve
Ocorre aproximadamente em cerca de 10 minutos após a fase anterior. Por detrás das pálpebras, os olhos movem-se descoordenadamente. É a fase das ondas Delta que são abaixo de 4Hz.


Fase Intermediaria do Sono
Novo relaxamento. Diminuição da respiração, diminuição do batimento cardíaco, diminuição da pressão corpórea e da pressão sanguínea. As ondas Deltas tornam-se maiores.


Fase do Sono Profundo


Ondas delta especialmente lentas. Durante 3 a 4 vezes durante a noite, ocorre: arritmia cardíaca, pressão sanguínea irregular, produção de adrenalina e aumento do consumo de oxigênio. São os sintomas que precedem a fase R.E.M.


Fase R.E.M


Aumento de temperatura na parte central do cérebro. Intensa atividade cerebral em conjunto com um enorme relaxamento muscular, o já comentado " Sono Paradoxal". Movimentos cadenciados e sincronizados dos olhos de um lado e do outro. Esta fase é própria dos mamíferos e parece ser indispensável, pois os indivíduos acordados antes desta fase, afirmam estarem com a sensação de não terem "descansado" durante o sono. Na fase R.E.M, parece ocorrer os chamados LUCID DREAMS, ou SONHOS LÚCIDOS, ou seja, o individuo ao acordar não registra a perda de memória e possui inteira lucides e memória integral do que sonhou e o sonho possui em desenlace coerente e um sentido e um senso realista.
  Bem, enquanto a neurologia e a neurociência procuram desvendar os vastos domínios do sono e do sonho e ultrapassar as suas fronteiras, analisando a fisiologia e anatomia humana, especialmente as atividades cerebrais, vamos passar a palavra para as correntes espiritualistas.Porem, não há ainda um estudo concreto e conclusivo sobre sonhos telepáticos, clarividentes ou precognitivos. Contudo, nas literaturas espiritas e nas pesquisas para psicológicas diversos estudos e casos deste tipo de sonho. Com base nos estudos e pesquisas realizados até o momento,se supõe que o sonho é mais um instrumento de revelação da P.E.S ( Percepção Extra Sensorial).  Quando a P.E.S ocorre em um nível inconsciente, precisa de um instrumento para se fazer conhecida pelo consciente do agente. Ao lado de possíveis intuições, pensamentos obsessivos, aluminações e outros meios, o sonho pode servir de mensageiro. 


SONHOS E REVELAÇÕES


  A oniromancia, ou seja,a pratica que cuida dos estudos e da previsão do futuro através da interpretação dos sonhos, tem grande credibilidade nas religiões judaico cristãs. Consta no Torá e na bíblia cristã que Jacó e Daniel receberam de Deus a habilidade de interpretar os sonhos. No Novo testamento, José é avisado através de sonhos sobre a gravides de sua esposa Maria, e posteriormente é visado por sonhos para fugir para o Egito porque o rei Herodes queria assassinar o menino Jesus. No islamismo, os sonhos são considerados mensagens e avisos enviados por Alah e podem ser considerados mensagens divinatórias, enquanto que os pesadelos são considerados armadilhas de satã.


O SONHO E O ESPIRITISMO


  Segundo o codificador da doutrina espirita Hippolyte Léon Denizard Rivail, que adotou o pseudônimo de Allan Kardec, que afirma que a doutrina espirita ou espiritismo como é popularmente conhecida, se divide em três aspectos: Ciência, Filosofia e Religião. Analisaremos a questão através da parte cientifica da doutrina, que afirma que ao ato de sonhar, não é algo pura e simplesmente provocado pelo cérebro ou por nosso inconsciente, embora possa este sofrer influencias por conta das situações vividas no dia a dia. segundo a doutrina, os sonhos seriam ou não vagas lembranças ,  ou não, do que a nossa alma viu, sentiu ou presenciou durante o sono. O ser humano, quando esta adormecido e entrando em sono profundo, as amarras que prendem a alma ao corpo se soltam, e então ela tem a possibilidade de desfrutar mais livremente da vida fora da matéria e pode entrar em contato com parentes, amigos e outros espíritos afins sem tanta influencia do corpo, conforme perguntas elaboradas por Allan kardec no Livro Dos Espíritos:


401 - Durante o sono, a alma repousa como o corpo?


R: Não, o espirito jamais fica inativo.  Durante o sono, os liames que o unem ao corpo se afrouxam e o corpo não necessita mais do espírito. Então ele percorre o espaço e entra em relação maios direta com os outros espíritos.


402 - Como podemos julgar da liberdade do espirito durante o sono?

R: Pelos sonhos! Sabeis que, quando o corpo repousa, os espirito dispõe de mais faculdades que no estado de vigília. Tem a lembrança do passado e pode prever o futuro. Adquire mais poder e pode entrar em comunicação com os outros espíritos, seja deste mundo, seja do outro. Frequentemente dizeis: " Tive um sonho bizarro, um sonho horrível, mas que não tem nenhuma verossimilhança." Enganas-te. É quase sempre uma lembrança de lugares e de coisas que vistes ou que veras numa outra existência ou em outra ocasião. O corpo estando adormecido trata de quebrar as suas cadeias, para investigar o passado e o futuro.


Por ser por demais extensa a resposta que é cunhada de exemplos e intercalada com outros apontamentos, deixo ao critério dos leitores a leitura e análise do livro mencionado bem como a análise das respostas sobre os mais diversos assuntos. Mas transcrevo abaixo a explicação de Allan kardec sobre o assunto no capitulo VIII que diz:


˝ Os sonhos são o produto da emancipação da alma, que se torna mais independente pela suspensão da vida ativa e de relação. Daí uma espécie de clarividência, que se estendem aos lugares os mais distantes ou que jamais se viu, e algumas vezes mesmo a outros mundos. Daí também a lembrança que retraça na memória os acontecimentos verificados na existência presente ou nas existências anteriores. A extravagância das imagens ao que se passa ou se passou em mundos desconhecidos entremeadas de coisas do mundo atual, formam esses conjuntos bizarros e confusos que parecem não ter senso e nem nexo. A incoerência dos sonhos ainda se explica pelas lacunas decorrentes da lembrança incompleta do que nos apareceu no sonho. Tal como um relato ao qual se tivessem truncado frases ou partes de frases ao acaso: os fragmentos restantes, sendo reunidos, perderiam toda significação racional˝.
O Livro Dos Espiritos, Allan Kardec, Ed Lake - 60ª Edição, 1999


  Pelo que se percebe em um estudo acurado e um olhar atento, Allan Kardec, explica que segundo os espíritos, não existe um controle sobre os sonhos, pois eles podem acontecer sob várias circunstancias e graus, ou seja: O espírito quando mais livre da opressão do corpo material, vai a lugares mais felizes, ou a lugares infelizes. O espírito pode ver o passado, ter respostas sobre o presente ou antever o futuro conforme seu grau de adiantamento e entendimento. Pode ou não rever parentes e amigos que já o antecederam no fenômeno conhecido como morte. Vejamos o que diz a resposta dada a pergunta 416 do mesmo livro:




416 - O Homem pode provocar voluntariamente as visitas espíritas? Pode, por exemplo, dizer ao adormecer: ˝ Esta noite quero encontrar-me em espírito com tal pessoa; e falar-lhe e dizer-lhe tal coisa?


R: Eis o que se passa: o homem dorme, seu espírito desperta, e o que o homem havia resolvido, o espírito esta muitas vezes bem longe de o seguir, porque a vida do homem interessa pouco ao espírito, quando ele se liberta da matéria. Isto para os homens bastante elevados, pois os outros passam de maneira inteiramente diversa a sua existência espiritual: Entregam-se às paixões ou permanecem em inatividade. Pode acontecer, portanto, que, segundo o motivo que se propôs, o espírito vá visitar as pessoas que deseja: mas o fato de o haver desejado quando em vigília não é razão para que o faça. 


Em O Desconhecido E Os Problemas Psíquicos, Nicolas Camille Flamarion afirma que:


˝ As influencias físicas e sociais e a celebração inconsciente de idéias e de imagens latentes no cérebro, explicam a maior parte dos sonhos ˝.


A afirmação do eminente cientista, e a explicação dos espíritos a Allan Kardec não se conflitam. Alias, se completam. Mas vale ressaltar que Nicolas Camille Flamarion acreditava na emancipação da alma, fato este comprovado em mais de 70 sonhos premonitórios, citados no mesmo livro.
Independente do que for, recordar-se de um sonho, ao acordar as imagens vem a nossa mente como flashes. Recordar de um sonho não é como assistir a um filme, ou ler um livro, que tem inicio, meio e fim. Isto é algo que os espíritos esclareceram a Allan Kardec.  Eles nos explicam na pergunta 402, que as situações do cotidiano, nossos anseios, bem como nossos medos, misturam-se a o que passamos em outras dimensões, ou mundo espiritual. Daí as nossas lembranças serem incoerentes e confusas.
Mas... E os sonhos premonitórios? Como explicar isso? Qualquer filosofia religiosa tem relatos de sonhos premonitórios. A bíblia está recheada deles. Tal questão não passou despercebida por Allan Kardec que em seu outro livro A Gênese, capitulo XVI, item 23 página 246, no que afirma:


23 - Embora, durante a vida, o espírito seja fixado ao corpo pelo perispírito*, não é tão escravo, que não possa alongar sua corrente e se transportar ao longe, seja sobre a Terra, seja sobre qualquer ponto do espaço. O espírito está preso ao corpo contra a vontade, pois sua vida normal é a liberdade, ao passo que a vida corporal é a do servidor preso a gleba. O espírito sente-se, pois feliz, de deixar seu corpo, assim como pássaro deixa sua gaiola; serve-se de todas as ocasiões em que sua presença não seja necessária à sua vida de relação. É o fenômeno designado sob o nome de emancipação da alma; sempre se realiza durante o nome; todas as vezes que o corpo repousa e que os sentidos estão na inatividade, o espírito se livra. Nesses momentos, o espírito vive a vida espiritual, ao passo que o corpo vive a sua vida vegetativa: em parte, ele se encontra no estado em que se encontrará após a morte; percorre o espaço, entretém-se com seus amigos e outros espíritos livres, ou encarnados como ele próprio. O liame** fluídico, que o retém ao corpo não é definitivamente rompido senão com a morte; a separação completa não se realiza senão pela extinção absoluta da atividade do principio vital*. Enquanto o corpo vive, o espírito, embora possa estar a alguma distancia, ali é instantaneamente trazido de volta, desde que sua presença seja necessária; então ao acordar, conserva mais ou menos exata, o que constitui o sonho; em todo caso, traz intuições que lhe sugerem idéias e pensamentos novos, e justificam o provérbio: A Noite É Boa Conselheira!
  Assim se explicam igualmente certos fenômenos característicos, do sonambulismo natural e magnético, da catalepsia, da letargia, do êxtase, etc..., e que nada são senão manifestações da vida espiritual. ˝


No item 27 e 28 do mesmo capitulo, às paginas 248 e 249, Allan Kardec completa afirmando:


27 - A vista espiritual é necessariamente incompleta e imperfeita nos espíritos encarnados, e, por conseguinte, sujeita a aberrações. Tendo sua sede na própria alma, o estado desta deve influir sobre as percepções que ela proporciona. Segundo o grau de desenvolvimento, as circunstancias e o estado moral do individuo, ela pode dar, seja no sono, seja no estado de vigília:


1 - A percepção de certos fatos materiais, reais, como o conhecimento de acontecimentos que se passam ao longe, os detalhes descritivos de uma localidade, as causas de uma moléstia e os remédios convenientes.


2 - A percepção de coisas igualmente reais do mundo espiritual, como a visão de espíritos.


3 - Imagens fantásticas criadas pela imaginação, análogas às criações fluídicas do pensamento. Tais criações estão sempre em relação com as disposições morais do espírito que as concebe. É assim que o pensamento de pessoas fortemente imbuídas e preocupadas com certas crenças religiosas lhes apresenta o inferno, suas fornalhas, suas torturas e seus demônios, tais como as próprias pessoas os representam; as vezes é toda uma epopéia; os pagãos viam o Olimpo ou o Tártaro, assim como os cristãos vêem o inferno e o paraíso. Se, ao acordar, ou ao sair do êxtase, tais pessoas conservam uma recordação exata de suas crenças, embora isso não passe de um produto de seus próprios pensamentos. Há, pois, a necessidade de se fazer uma escolha muito rigorosa nas visões extáticas, antes de aceitá-las. O remédio da demasiada credulidade, sob este ponto de vista, é o estudo das leis que regem o mundo espiritual.


28 – Os sonhos propriamente ditos apresentam as três naturezas das visões acima descritas. É às duas primeiras que pertencem os sonhos proféticos, pressentimentos e advertências; é no terceiro, isto é, nas criações fluídicas do pensamento, que se podem encontrar a causa de certas imagens fantásticas que nada tem de real em relação à vida material, mas que tem, para o espírito, uma realidade às vezes tão nítida que o corpo sofre o contra golpe, e se tem visto os cabelos embranquecerem sob a impressão de um sonho. Essas criações podem ser provocadas:


- Pelas crenças exaltadas
- Por recordações retrospectivas
- Pelos gestos, os desejos, as paixões, o temor, os remorsos
- Pelas preocupações habituais nas funções do organismo
- Enfim, por outros espíritos, com um objetivo benfazejo ou malfazejo, segundo sua natureza˝.


E dessa forma, conclui Allan Kardec o fenômeno do sono e do sonho.
A Gênese, Allan Kardec, Ed Lake - 17º/ Edição, 1994


*Perispirito: definição criada por Allan Kardec para definir o campo energético que envolve o espírito.
** Liame: O mesmo que cordão de prata. Serve para prender o espírito no corpo material e comunicar ao corpo as impressões espirituais e vice e versa.


  Um espírito de nome Emanuel, que enviou várias mensagens através do médium Francisco Candido Xavier, o Chico Xavier, questionado sobre o sonho, no livro O Consolador:



49 – Como devemos conceituar o sonho?


R: Na maioria das vezes, o sonho constitui atividade reflexa das situações psicológicas do homem no mecanismo das lutas de cada dia, quando as forças orgânicas dormitam em repouso indispensável. Em determinadas circunstancias, contudo, como nos fenômenos premonitórios, ou nos de sonambulismo, em que a alma encarnada alcança elevada porcentagem de desprendimento parcial, o sonho representa a liberdade relativa do espírito prisioneiro da Terra, quando, então, se poderá verificar a comunicação inter vivos, e quanto possível, as visões proféticas, fatos esses sempre organizados pelos mentores espirituais de elevada hierarquia, obedecendo a fins superiores, e quando o encarnado em temporária liberdade pode receber a palavra e a influencia diretas de seus amigos e orientadores do plano invisível.
O Consolador, Ed. FEB, 17ª edição, 1995



  Se podemos entrar em contato ou não com inteligências em outros planos sutis da matéria, e aprender ou ter revelações, cabe a ciência dar a ultima palavra. A doutrina espírita define-se em seu tríplice aspecto como ciência filosofia e religião. E a parte que estuda as manifestações espirituais, seja através dos sonhos ou por clarividência, clariaudiencia e aparições, compete à parte científica da doutrina, sendo que nome como Professor Dr. Nubor Facure, cientista e neurologista, Dr. Décio Iandoli Jr, cirugião geral e cirurgião do aparelho digestivo, Dr. Flavio Braun Fiorda, psiquiatra, Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, psiquiatra e mestre em ciências pela USP e pesquisador na área da psicobiofisica, Dr. Fernando Augusto Garcia Guimarães, médico cirurgião do aparelho digestivo, entre outros nomes que tem desenvolvido amplos estudos acerca dos fenômenos espirituais e paranormais. Estudos estes, realizados sob embasamentos científicos e que tem demonstrado grandes evidencias. Abaixo eu cito dois depoimentos que demonstram a influencia dos sonhos nos acontecimentos de algumas pessoas:


O Naufrágio Do Navio Titanic




  Construído para ser o maior transatlântico do mundo, que segundo a imprensa da época, ˝ Nem Deus poderia afundar o navio˝, o Titanic saiu de Southampton na Inglaterra no dia 10 de abril de 1912, com destino a Nova York, com 2.200 passageiros, quando em 14 de abril de 1912, esbarrou em um iceberg, vindo a afundar duas horas depois. A falta de botes salva vidas e coletes levaram a morte mais de 1000 pessoas. Porem após o acidente foi verificada a lista de passageiros, e notou-se que alguns deles cancelaram a viagem. E ao serem questionados sobre os motivos da desistência, grande parte afirmou ter sonhado com o naufrágio do Titanic.


Acidente com Morte Do Grupo Musical Mamonas Assassinas




Mamonas Assassinas foi uma banda brasileira de rock cômico, nos anos 90, que misturava em suas musicas elementos de gêneros musicais como musica portuguesa, musica popular brasileira, forró, sertanejo, pagode, rock n' roll e heavy metal. O sucesso vertiginoso do grupo durou de julho de 1995, a até  2 de março de 1996,  quando um acidente aéreo pos fim a carreira da banda e fim a vida dos integrantes. O  tecladista e backing vocals Julio Razec, cerca de 12 horas antes da viagem que os levaria até Brasilia/DF, para um show sonhou com um acidente de avião, e que ele e os amigos estavam a bordo da aeronave. Ele chegou a comentar o fato com amigos e familiares em um vídeo caseiro e mostrava-se algo um tanto preocupado. Confira no vídeo abaixo:




No dia 02 de março de 1995, quando voltavam de um show realizado em Brasilia/DF, o jato  LEARJET, de prefixo LR - 25C/ PT - LSD chocou-se contra uma montanha na Serra da Mantiqueira, numa tentativa de arremeter voo, causando uma explosão causando a morte de todos os que estavam a bordo do avião. 


  Bem, podemos perceber que os sonhos em sua generalidade não representam como muitos pensam uma fantasia ou alucinação da nossa mente, enquanto o corpo esta adormecido durante o seu repouso para o refazimento das suas forças orgânicas. Os sonhos na verdade, revelam e toda a sua estrutura, atividades de ordem fisiológica, neurológica,  psicológica e também porque não incluir no contexto atividade extracorpórea e paranormal! Com o passar dos anos, novas pesquisas, novas nomenclaturas e novas perspectivas serão trazidas a público por cientistas e espiritualistas de todas as partes. Cabe a ciência e a religião, sentarem-se e discutirem em conjunto o que cada uma tem a apresentar, pis é como afirmou Albert Einstein:

"A ciência sem a religião é manca. Mas a religião sem a ciência é cega. "


           E também afirma o eminente cientista:


"A Imaginação é mais importante que a ciência, porque a ciência é limitada, ao passo que a imaginação abrange o mundo inteiro." 




Porem, seja o que for que descobrirem, nada nem ninguém altera o fato e a essência do fenômeno em si, que é o de buscar algo que esta inserido dentro de nós e desloca-lo para fora. Posto então que seja como Luiz de Camões escreve:


   " Pois então que os sonhos nos levem por mares nunca dantes navegados".


                                 Sonhos são como anjos! Eles mantêm o mal acuado













39 comentários:

  1. um dos textos mais completos que li sobre sonhos!
    eu, pessoalmente, sonho todas as noites! não recordo uma que não tenha sonhado! sonho constantemente com pessoas que morreram e principalmente com meus pais que já morreram tb!
    sonho com perseguições, catástrofes, ataques de animais, insectos, e um dos melhores sonhos é voar, adoro voar nos sonhos!! tenho grandes aventuras sonhando!! recordo-me sempre de tudo, e sempre acordo com a sensação que tive nos sonhos que, por sua vez, levam muito tempo a passar! sou uma pessoa que tem sempre muito sono, sou capaz de dormir 15 horas a fio, e quando quiser voltar a dormir é só pousar a cabeça na almofada!! os que me rodeiam chamam-me muitas das vezes preguiçosa, mas eu sei que não o sou, apenas o sonho me domina!! e não o consigo controlar, algo me puxa para ele, muito mais forte que eu, e lá vou eu para o mundo de aventuras extraordinárias ...

    parabéns pelo seu post, apesar de não ter chegado a nenhuma conclusão quanto ao meu caso!!

    bem haja

    Analuz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Analuz. Vc não é preguiçosa. Algum motivo existe para vc dormir 15 horas a fio. cada pessoa é um universo e neste universo individual, o corpo humano e o cérebro exige a sua recuperação. Obrigado pelo carinho e pelo elogio.

      Excluir
  2. Amigo

    tem selinho para Si lá no meu blog
    abraço

    ResponderExcluir
  3. Uau, que baita estudo. Gostei bastante do texto, e vou reler bem mais vezes.

    Estou fazendo um chamado em meu blog sobre uma sugestão tua. Gostaria bastante de tua contribuição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo elogio Bill. E estou as ordens para o que eu puder contribuir. Um abraço.

      Excluir
  4. Bom texto MANOEL, eu já sonhei que estava em lugar ; 2 meses depois eu estava lá tudo era como eu sonhei!
    incrível!
    Manoel convido você a visitar meu blog e fazer parte do meu grupo de amigos, sua presença é importante.
    desde já agradeço , forte abraços!!

    ResponderExcluir
  5. Manoel, uma pesquisa das melhores sobre esse tema tão excitante, parabéns! Gostei imensamente do teu espaço.
    Seja bem vindo ao Faces, sempre.
    bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Ira. seja bem vinda ao face também. Bjssss

      Excluir
  6. Olá,Querido:
    Dedico um selinho do meu bloguinho para você com muito carinho...:)
    Segue o link: http://meumundinholouco.blogspot.com/2012/02/do-meu-mundinho-louco-para-voce.html
    Beijos, Elaine

    ResponderExcluir
  7. Oi Manoel,

    Parabéns pelo Blog, e pelo texto!
    Já tive alguns sonhos / projeções incríveis, vou procurá-los entre os meus arquivos, logo mai, deixo o link e compartilho com vc.
    Um grande abraço
    Lisa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Lisa. Agradeço o link e o convite. Grande abraço.

      Excluir
  8. Olá vc está de parabéns!!Aqui está tudo muito lindo!!Voltarei mais vezes.
    Já estou te seguindo beijinhos.

    ResponderExcluir
  9. Boa noite!!Obrigada pelo carinho,pelas lindas palavras,agradeço de coração beijinhos.

    ResponderExcluir
  10. Um texto bem completo, adoro tudo o que se refere a espiritualidade.

    Obrigada pelo seu carinho...

    Saudaçoes

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pelo seu blog! Gostei muito, principalmente de suas postagens e tanto que já o sigo. Dê-me a honra, visite o meu e conheça minhas obras.
    http://vendedordeilusao.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, e sera um prazer conhecer seu trabalho e segui-lo. Grande abraço.

      Excluir
  12. Adorei seu blog,tudo muito lindo!Entrei para fazer uma visita.
    Já estou seguindo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Ola! Tudo Bem! Me nome é Ulisses Sebrian
    e visitei o seu blog e gostei muito. Entrei como
    Seguidor se não se importa. Parabéns pelo seu blog
    e boa sorte.
    Gosto de literatura fantástica e magia.
    Sou autor de 9 romances disponíveis em meus blogs.
    Ah!Também tenho 4 blogs e gostaria que e o visitasse.
    E se possível entrar como seguidor. Obrigado
    Os meus blogs são:
    http://truquedevida.blogspot.com.br/
    http://olhosdnoite.blogspot.com.br/
    http://melquisarcarde.blogspot.com.br/
    http://concientein.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Ulisses. Seja muito bem vindo e lhe sigo também. Um abraço.

      Excluir
  14. Espero voltar aqui outras vzs
    Estou convidando vc a visitar o meu blog e se tornar um seguidor (a)
    Já estou seguindo vc
    http://papodeesquinas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja sempre bem vindo e sera um prazer seguir-lhe. Um abraço.

      Excluir
  15. Parabens pelo blog
    Espero voltar aqui outras vzs
    Estou convidando vc a visitar o meu blog e se tornar um seguidor (a)
    Já estou seguindo vc
    http://paposeriodemulher.blogspot.com/
    siga-me no Twitter que eu seguirei vc no seu twitter
    @paposeriodemulh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato pelo carinho e sera um prazer seguir-lhe.

      Excluir
  16. Caro amigo(a) venho hoje aqui em seu brilhante site parabenizalo(a) pelos seus otimos artigos e a proveitando a mesma mostra esta otima feramenta que lhe proporcionara muitas visitas para seu site grates, esperimente e cadraste-se você poderar gostar. É total mente grates, Você não precisa baixar nada todos podem participar é só se cadrastar e divulgar a sim como eu estol, criando uma boa lista de visitas para seu site, deis de já fico grato e ao sucesso.
    Obs: Estol te seguindo espero sua parceria, de mim seguir tambem, fica com deus !!!
    Portal Paulista online.
    Link de acesso é so copiar e colar na barra de endereços:
    http://www.1milhaodevisitas.com/?aff=23509

    ResponderExcluir
  17. Oi Querido!!

    Nossa, enfim acabei de ler o post. Mas foi recompensador, maravilhoso e muiito esclarecedor...

    Tem um selinho lá no meu blog, se quiser participar, vou adorar!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo carinho e elogios Laly. Beijos.

      Excluir
  18. Olá que lindo blog!Parabéns adorei beijos.

    ResponderExcluir
  19. Boa noite,obrigada pela visita e seu lindo comentário bjs.

    ResponderExcluir
  20. Tenho um presente pra você no meu blog, ganhei de uma querida amiga,e quero dividi-lo com você.
    Passa lá pra buscá-lo, é um lindo selo.
    bjo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo presente. É com muito gosto e carinho que aceito. Bjsss

      Excluir
  21. Obrigada pela visita. Parabens pelo seu espaço, abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço os elogios e a visita. Abraço!

      Excluir